Militares dos EUA abatem drone turco após chegar muito perto de tropas na Síria nwnews

Um drone turco que chegou muito perto das tropas dos EUA em Hasakah, na Síria, foi abatido quinta-feira pelos militares dos EUA, apesar de mais de uma dúzia de avisos, segundo autoridades.

A Associated Press soube do incidente por meio de duas autoridades americanas, uma das quais disse que o drone estava armado.

O funcionário disse que o drone recebeu ordem de ser abatido depois de mais de uma dúzia de ligações para oficiais militares turcos. As tropas dos EUA estavam na área e entrariam em modo de autodefesa se o drone não partisse.

ATAQUE DE DRONE À ACADEMIA MILITAR SÍRIA EM HOMS DEIXA PELO MENOS 60 MORTOS: RELATÓRIO

Pentágono

O Pentágono em Washington, DC (Daniel Slim/AFP via Getty Images/File/Fox News)

O segundo oficial teria dito à agência de notícias que o drone estava voando de uma maneira “insegura” e “não sincronizada”.

O porta-voz do Departamento de Defesa dos EUA, Brig. O general Pat Ryder confirmou na quinta-feira que os EUA abateram o drone em legítima defesa.

Os EUA e a Turquia são aliados da NATO e os seus militares trabalham frequentemente em conjunto na coordenação de manobras aéreas, o que tornou preocupantes as ações do drone.

Atualmente, os EUA têm cerca de 900 soldados na Síria, combatendo militantes do grupo Estado Islâmico.

TURQUIA PÁRA ‘ATAQUE TERROR’ APÓS DETONAÇÃO DE BOMBA SUICIDA NA SEDE DA POLÍCIA DE ANCARA, 2º TIRO DE ASSALANTE

Líderes mundiais apertando as mãos

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, à esquerda, aperta a mão do primeiro-ministro sueco, Ulf Kristersson, na frente do secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, antes da cimeira da OTAN em Vilnius, Lituânia, em 10 de julho de 2023. (Yves Herman/Foto da piscina via AP/Arquivo/Fox News)

O abate de drones ocorreu depois que a Turquia aumentou os ataques aéreos no Iraque e na Síria na quarta-feira, visando grupos militantes curdos após um ataque suicida perto do prédio do Ministério do Interior da Turquia no início desta semana.

O ministro das Relações Exteriores da Turquia, Hakan Fidan, disse durante uma entrevista coletiva após o ataque que as duas pessoas envolvidas no atentado suicida – uma que detonou e a outra que foi baleada – vieram da Síria, onde foram treinadas.

Agora, a Turquia planeia atacar instalações tanto na Síria como no Iraque que pertencem ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) ou ao seu grupo de milícias afiliado na Síria, conhecido como Unidades de Defesa do Povo (YPG).

O PRESIDENTE TURCO TAYYIP ERDOGAN PLANEJA VISITAR A RÚSSIA PARA DISCUTIR O ACORDO DE GRÃOS UCRANIANO QUE COLASSOU

Forças Curdas na Síria

As forças dos EUA fornecem treinamento militar a membros do YPG/SDF, que a Turquia considera uma extensão do PKK na Síria, no distrito de Qamisli, na província de Al-Hasakah, Síria, 18 de agosto de 2023. (Hedil Amir/Agência Anadolu via Getty Images/File/Fox News)

Embora a Turquia e os EUA sejam aliados da NATO, as tensões entre os dois países continuam, uma vez que o historial da Turquia em matéria de direitos humanos e os seus atrasos em concordar com a adesão da Suécia à NATO têm sido criticados pelos legisladores dos EUA.

As autoridades turcas também criticaram as autoridades dos EUA pelos atrasos na aprovação de dezenas de novos caças F-16 e kits para atualizar a sua frota atual.

Outro assunto delicado entre os dois países remonta a 2016, quando o presidente turco, Tayyip Erdogan, acusou os EUA de apoiar uma tentativa fracassada de golpe de Estado contra o seu governo.

CLIQUE AQUI PARA OBTER O APLICATIVO FOX NEWS

Embora os EUA rejeitem as alegações, também se recusaram a extraditar o líder do grupo que o presidente turco alegou estar por trás da tentativa de golpe, Fetullah Gulen, que vive exilado na Pensilvânia.

A Associated Press contribuiu para este relatório.

Source link

Check Also

Mulher é abusada sexualmente enquanto tomava sol no Central Park nwnews

A polícia da cidade de Nova York está procurando um suspeito de ter abusado sexualmente …

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *