3 médicos mortos, outro tiro no Rio de Janeiro em um ataque suspeito de ter motivação política nwnews

  • Pelo menos três médicos foram mortos a tiros perto de uma praia na cidade brasileira do Rio de Janeiro.
  • O ataque, que levou à morte do irmão de um legislador federal, pode ter tido motivação política.
  • Outro médico também foi baleado, mas foi levado a um hospital para tratamento.

Quatro médicos foram baleados – três deles fatais – perto de uma praia na cidade brasileira do Rio de Janeiro, na madrugada de quinta-feira, no que pode ter sido uma execução com motivação política.

Imagens de câmeras de segurança obtidas pelo jornal local O Globo mostraram um grupo de homens armados vestidos de preto saindo de um carro e correndo até a mesa das vítimas na praia, no bairro da Barra da Tijuca, e abrindo fogo.

Os homens estavam vindo de São Paulo para uma conferência internacional de ortopedia e entre os mortos estava o irmão da deputada federal Sâmia Bomfim. O quarto médico ficou ferido e foi levado a um hospital, segundo comunicado da Polícia Civil do estado do Rio, acrescentando que o Departamento de Homicídios está investigando quem foi o responsável pelo ataque e seu motivo.

PRESIDENTE DO BRASIL DIZ QUE JULIAN ASSANGE NÃO PODE SER PUNIDO POR ‘INFORMAR A SOCIEDADE’ DE FORMA ‘TRANSPARENTE’

O ministro da Justiça brasileiro, Flávio Dino, disse que incumbiu a Polícia Federal de se juntar à investigação diante da hipótese de que ela possa ter sido motivada pela atuação de legisladores federais. Bomfim é casado com outro parlamentar, Glauber Braga.

“Após essas diligências iniciais imediatas, analisaremos juridicamente o caso. Minha solidariedade à deputada Sâmia, ao deputado Glauber e seus familiares”, escreveu Dino no X, antigo Twitter.

trabalhador olha para mesa com buraco de bala

Um funcionário do quiosque de comida e bar “Nana 2” observa um buraco de bala na mesa onde quatro médicos foram baleados no Rio de Janeiro, Brasil, em 5 de outubro de 2023. (AP Photo/Sílvia Izquierdo)

Bomfim e Braga pertencem ao mesmo partido de esquerda da ex-vereadora do Rio, Marielle Franco, morta a tiros em 2018. Cinco anos depois, o caso continua sem solução, e Dino disse em julho que parece que seu assassinato está ligado a milícias e organizado. crimes que controlam vastas áreas da cidade.

A Barra da Tijuca é um amplo bairro à beira-mar conhecido por seus apartamentos em arranha-céus, ao sul das mais conhecidas praias do Leblon e Ipanema. Ariel Dimarco, um médico argentino que participou da mesma conferência com sua esposa, disse que ficaram surpresos e chocados ao acordar e ouvir a notícia. Eles haviam comido no mesmo local três horas antes do assassinato.

CLIQUE AQUI PARA OBTER O APLICATIVO FOX NEWS

“Achávamos que era uma área calma e agora com o que aconteceu vamos precisar de mais precaução, mais cuidado”, disse Dimarco, 51 anos, numa curta entrevista ao lado da cena do crime.

O restaurante ao ar livre onde os homens foram mortos fica do outro lado da rua do hotel. Eles pagaram a conta e se preparavam para partir antes da chegada dos pistoleiros, disse O Globo ao empresário.

No X, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva expressou “grande tristeza e indignação com a notícia da execução”.

Source link

Check Also

Stanley tem uma grande promoção na Amazon – 7 ótimas ofertas que eu compraria agora por apenas US$ 22 nwnews

A Stanley é uma empresa conhecida por suas garrafas e copos de água modernos, coloridos …

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *